Notícias » Geral

Secretário diz que estuda oferecer obra da Copa em MT à CBF como centro de futebol feminino

10/09/2019 às 11:27

Autor: G1 MT
Fonte: TV Centro América

O secretário de Infraestrutura de Mato Grosso, Marcelo de Oliveira, afirmou, nessa segunda-feira (9), durante vistoria em obras remanescentes da Copa do Mundo, em Cuiabá, que o governo estuda alternativas para concluir o Centro Oficial de Treinamento do Pari, em Várzea Grande, região metropolitana da capital, e a finalidade da obra.

"Vamos tentar oferecer para a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) um grande centro de treinamento de futebol feminino, com a Prefeitura de Várzea Grande, com o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar, com clubes de futebol", disse.

O projeto de construção da obra deve ser refeito. Essa é uma das obras previstas para a Copa do Mundo de 2014 que estão paradas.

O COT deveria abrigar seleções que jogaram em Cuiabá, durante o mundial e nunca foi usado porque nunca ficou pronto. Depois da Copa, havia expectativa de conclusão por parte dos clubes de futebol da região que não têm um centro de treinamento.

Mais de R$ 20 milhões já foram gastos na obra. O contrato com a construtora foi rompido e o projeto está parado.

Com o abandono, o gramado foi comprometido. Portas e janelas foram furtadas, assim como as traves do campo, refletores, as pias de gratino dos banheiros e até os vasos sanitários, gerando mais prejuízos.

 

Obra da Copa, COT da UFMT está inacabado em Cuiabá — Foto: TVCA/ Reprodução

Obra da Copa, COT da UFMT está inacabado em Cuiabá — Foto: TVCA/ Reprodução

 

Vistoria

 

Previstas para 2014, as obras do Centro de Treinamento da UFMT e a duplicação de avenida devem ser concluídas em 2019.

A vistoria começou no Bairro Jardim das Américas, em Cuiabá, na duplicação da Avenida Parque do Barbado. Mais de 90% da obra está concluída e deve ser entregue em novembro.

Outra visita foi ao Centro Oficial de Treinamento da UFMT, onde só falta o acabamento dos vestiários e um auditório, mas a pista já está sendo usada e a obra já foi entregue à universidade. As obras foram retomadas em abril deste ano e a previsão é que seja concluída em dezembro.

O governo do estado teve que desembolsar mais verba para a conclusão.

A obra de revitalização do Córrego Mané Pinto, na Avenida Oito de Abril, no Bairro Porto, na capital, deve demorar mais, por causa de problemas de projeto e até judicial. Em acordo homologado no mês passado, a obra deve ser entregue no prazo de 15 meses.

"Lá não tem só o Córrego Mané Pinto e a Avenida Oito de Abril, lá tem ligações domiciliares de esgoto, coleta de esgoto", explicou o secretário.

Os três contratos, do COT da UFMT, da duplicação do Barbado e do Córrego Mané Pinto, somam mais de R$ 73 milhões.

WEBMAIL

Coloque seu e-mail e senha para ter acesso ao webmail.

Enquete

O que você achou do nosso site? Dê sua opinião e nos ajude a melhorar nossa plataforma